Transição planetária e despertar de consiência

A Terra, assim como a gente, tem a sua Kundalini (energia vital) também. No entanto, a Kundalini da Terra é ativada e desativada de tempos em tempos e o ciclo de ativação dura aproximadamente 13.000 anos. Essa grande energia vai fluindo pela malha energética da Terra e as tribos que tem envolvimento com a terra, índigenas, xamânicas, dentre outras, tem papel fundamental na ativação desta energia. Depois que flui por todo o planeta, a kundalini da Terra tende a se fixar em algum ponto e lá permanecer durante o seu ciclo de ativação. O primeiro ponto onde essa energia se fixou foi em Atlântida, o paraíso perdido. O segundo ponto foi no Tibet, de onde saíram grandes avatares e mestres. Como podemos perceber pela história enquanto a Kundalini estava fixa nesses pontos houve grande evolução espiritual nesse lugares e nas suas áreas de entorno, no entanto, depois que a Kundalni deixa esses pontos, em geral, os lugares sofrem colapsos, afinal, passaram muitos anos sob essa grande energia e “perderam-na” depois.  Em 2012, a Kundalini da Terra foi novamente ativada e se fixou na América do Sul.

Essa transição planetária não ocorre de um momento para outro. É preciso tempo para as pessoas se acostumarem com essa nova energia, que em geral, é precedida de épocas de tumulto. Principalmente, na América do Sul, vimos muitas confusões, muitas disputas de poder, muitas calamidades, eventos de surtos psicóticos aumentando. Desde 2012 para cá os índices de bipolaridade e esquizofrenia cresceram alarmantemente entre as pessoas.

No entanto, estudiosos dizem que é necessário, aproximadamente 4 anos para que o ponto fixo da Kundalini comece a sofrer as influências positivas dessa magnífica energia. E é o que temos visto agora. Não há como negar que está ocorrendo uma mudança de consciência entre as pessoas, uma mudança de paradigma, onde o individual deixa de ter tanto valor passando a priorizar o coletivo (Somos todos um – fazemos parte de um grande grupo e precisamos deixar o meu para pensar no nosso). A vibração da Terra, agora, é a vibração do amor, da luz, da paz e somente pessoas que estão nessa mesma vibração poderão permanecer nessa dimensão. As ideias e o sistema que estão entrando em colapso realmente vão acabar, velhos paradigmas estão sendo destruídos porque não condizem mais com essa nova era, para uns, chamada de Era Cristal, para outros, Era de Aquário.

Segundo a astrologia, 2017 é um ano regido por Vênus, que é o planeta do Amor, o que só vem corroborar o exposto acima. A partir de agora, o planeta deixa de ser um planeta de provas e expiações passando a ser um planeta em pleno desenvolvimento espiritual. Já estamos tendo notícias do aparecimento de grandes mestres, gurus, ocidentais (Sri Prem Baba é um exemplo deles, dentre outros). Estamos entrando numa era de grande iluminação espiritual e amor incondicional. Agora, cabe a nós, nos perguntarmos qual o nosso papel nessa mudança, como podemos contribuir para que a vibração da Terra se mantenha com essa energia. A resposta é simples, vibre junto, na esfera do amor, do perdão, da luz! Não se deixe levar por brigas desnecessária, “não perca a cabeça”, não entre em disputas. Seja amor, seja luz.

Paz e Bem.

tuniverso-modified-grandeTexto: Ana Carolina Clemente

 

 

 


Post Your Thoughts