É só uma questão de tempo…

               

É só uma questão de tempo…

 

                Segundo a mitologia grega, o deus Kronos casou-se com Réia e tiveram seis filhos. Com medo de envelhecer e perder o seu lugar no trono para um de seus filhos, Kronos engolia-os assim que nasciam. No entanto, com o último filho, Zeus, foi diferente porque diante da dor de perder seu último filho, Réia escondeu-o em uma gruta e deixou aos cuidados de Gaia e entregou à Kronos uma pedra enrolada em um pano. Sem perceber que se tratava de uma pedra e não de seu filho, Kronos engoliu a pedra. Algum tempo depois, Zeus, já adulto resolveu voltar e assumir seu lugar no trono. Enfrentou Kronos e lhe deu uma poção mágica fazendo-o vomitar todos os seus irmãos.

                Esse mito nos mostra que nada é para sempre, tudo é mutável, até mesmo a dor e sofrimento…Nos mostra também que a felicidade é um estado de espírito, que precisamos esperar o tempo passar e as coisas se acalmarem…Elas se ajeitam por conta própria, acredite! Claro que o desfecho vai depender das nossas ações perante ao problema, por isso, tomar atitudes positivas, tentando eliminar a raiva e a dor do coração, refletir antes de falar, pensar nos resultados e consequências das nossas ações, perante à si mesmo e, principalmente, perante os outros é muito importante e contribui para um final mais tranquilo.

                Não quero dizer com isso que precisamos anular nossos sentimentos e passar por cima de nós mesmos para não ferir o outro…mas, vamos tentar achar o caminho do meio, sim, ele sempre existe…No caminho do meio, as dores geradas são menores para você e para o mundo.  Não podemos abraçar o mundo com as pernas e acabar com o sofrimento do mundo, mas, temos condições de aliviar o peso das coisas a nosso redor: a vida não precisa ser pesada! Faça da sua vida o melhor que puder, tente ser uma pessoa integra, de caráter, não faça nada para prejudicar ninguém e se perceber que prejudicou e que machucou, tente se desculpar, não é difícil! Tente entender a pessoa ferida e dê tempo a ela, e principalmente, dê tempo ao tempo…. Lembre-se que nada é permanente! Recue quando for preciso, saia, abandone o que te faz mal, só não se abandone!

Paz e Bem!

Por Ana Carolina Clemente

 

 

 

ampulheta-tempo

 

 

 

 


Post Your Thoughts